fbpx

Cláudia Raia – A promissora bailarina que conquistou seu protagonismo nas novelas

por Brenda Borges

Nascida em Campinas, no estado de São Paulo, Cláudia Raia é uma atriz, cantora, bailarina e produtora teatral brasileira. A atriz participou de novelas e séries de grande sucesso como “Rainha da sucata” (1990), “A Favorita” (2008) e “Engraçadinha” (1995).

Conhecida por sua versatilidade, Cláudia é referência no meio artístico quando se fala em musicais. Além de cantar, dançar e interpretar, também atua como produtora dos espetáculos. Já soma dez musicais no currículo, entre eles estão “Chorus Line” (1984), “Splish splash” (1988) e “Não fuja da Raia” (1991).

Cláudia Raia na carreira de bailarina ainda jovem

Maria Cláudia Motta Raia, mais conhecida pelo nome artístico de Cláudia Raia é filha de Odette Motta Raia e Mario Raia. Aos dez anos realizou seus primeiros trabalhos como manequim do costureiro Clodovil Hernandes.

Aos onze anos fez um tratamento para controlar o excesso de crescimento, com apenas treze anos de idade já estava com 1,70 metro de altura, e isto a fazia se considerar “desengonçada”. No início da carreira de bailarina, dançou profissionalmente nos Estados Unidos e na Argentina.

Aos treze anos, ganhou uma bolsa para estudar balé em Nova York, onde ficou por quatro anos. Aos 15 anos, Cláudia Raia participou da versão brasileira do musical A Chorus Line, fazendo o papel de Sheila, uma personagem dezoito anos mais velha.

Primeiros papéis na televisão

Estreou na televisão como a personagem Carola, contracenando com o ator Jô Soares no esquete “Vamos Malhar” do humorístico Viva o Gordo. Em 1985 fez a dançarina Ninon na novela “Roque Santeiro” da Rede Globo. Em 1986 participou de Cambalacho.

 Em 1986, Cláudia Raia e Alexandre Frota faziam par romântico em novelas da Globo, mas se apaixonaram na vida real e decidiram se casar. Em 1987, fez a feirante Tancinha na novela “Sassaricando”, e em 1988, surpreendeu como a presidiária Tonhão, no quadro “As Presidiárias”, no programa TV Pirata.

A atriz Cláudia Raia em seus primeiros papéis na televisão

A atriz Cláudia Raia em seus primeiros papéis na televisão. (Foto: Reprodução/ Google).

Em 1990 foi apresentadora do Globo de Ouro (programa de televisão), e fez par romântico com Antonio Fagundes em “Rainha da Sucata”. Em 1992 foi protagonista de “Deus Nos Acuda” como a excêntrica Maria Escandalosa. Em 1998, interpretou a vilã Ângela Vidal em “Torre de Babel”, que era obcecada por Henrique Toledo, papel de Edson Celulari, seu marido na época.

Cláudia Raia ganha seu primeiro prêmio de Melhor Atriz

Em 1999 interpretou a personagem Hortência na novela, Terra Nostra. Em 2001 participou de “As Filhas da Mãe” como a transsexual Ramona. Em 2002 interpretou a vilã Mina na novela “O Beijo do Vampiro”, quando estava grávida da filha Sophia. O autor usou a gravidez da atriz e a inseriu na história de sua personagem e Cláudia se ausentou dois meses das gravações, retornando ainda em licença-maternidade.

Em 2005 participou em “Belíssima” com Safira que fazia par romântico com Pascoal (Reynaldo Gianecchini). Em 2007 participou de “Sete Pecados” na pele da vilã Agatha. Em 2008, Cláudia Raia protagonizou “A Favorita” como Donatella, uma mulher que é acusada de um crime que a sua ex-melhor amiga Flora (Patrícia Pillar) cometeu. Em 2010, a atriz protagonizou a telenovela “Ti Ti Ti” como a madame Jaqueline, onde ganhou prêmios de Melhor Atriz.

Em outubro de 2011, interpretou a prostituta Sally Bowles no musical Cabaret, depois de vinte anos tentando obter os direitos do espetáculo. Com direção de José Possi Neto, a adaptação brasileira foi de Miguel Falabella.

Sucesso da atriz como vilã em novelas

Em 2012 interpretou a vilã Lívia Marini da novela “Salve Jorge”. Lívia é uma mulher sofisticada, estilosa e inteligente, acima de qualquer suspeita. O que fica na sombra é a atividade de agenciadora para tráfico de pessoas. Em 2014, interpreta a vilã cômica e vidente charlatã Samantha, em “Alto Astral”.

Em 2016, interpreta a sensual e cômica Salete, em “A Lei do Amor”. No ano seguinte, Cláudia Raia participou da série “A Fórmula” como Samira. Em 2019, retoma o destaque em telenovelas, interpretando a extravagante e divertida Lidiane “Lidi Pantera” ex-atriz de pornochanchada e perua emergente dos anos 90, na telenovela “Verão 90”.

Cláudia Raia como "Lidi Pantera" na novela Verão 90

Cláudia Raia caracterizada como “Lidi Pantera” na novela Verão 90. (Foto: Reprodução/ Google).

Também em 2019, foi jurada no programa “Cultura, o musical” na TV Cultura ao lado de seu marido, o apresentador da atração, Jarbas Homem de Mello.

Os vários relacionamentos de Cláudia Raia

De 1984 a 1986, Cláudia Raia foi namorada do humorista e apresentador Jô Soares. Em 1986 começou a namorar o ator Alexandre Frota, com quem se casou em 15 de dezembro do mesmo ano na igreja da Candelária, no Rio de Janeiro. O casal se divorciou em 1989.

O casamento com Frota, por causa do assédio de fãs na época, teve diversos conflitos e situações complicadas antes da separação total. A atriz já chegou a declarar em entrevistas que fãs roubaram o sapato dela e cortaram o véu na igreja da Candelária, no Rio de Janeiro. Na lua de mel, o casal ficou em quartos separados após uma briga.

Toda a história de seu casamento com o agora Deputado Federal, Alexandre Frota será narrado pela própria atriz em sua biografia, que será lançada em outubro, no formato online. “Foi uma atração à parte”, declara Cláudia Raia. De 1989 a 1990 namorou o ator Raul Gazolla e entre 1991 a 1992 o apresentador Fausto Silva.

União estável da atriz com Jarbas Homem de Mello

Em 1992 começou a namorar o ator Edson Celulari, com quem contracenava na telenovela “Deus Nos Acuda”, casando-se em 1993. Logo foram apresentados por amigos à religião budista, e se converteram. Em 1994 decidiram realizar a festa de casamento religioso, e reafirmaram os votos de casamento em uma cerimônia budista, no templo que frequentavam.

O casal teve dois filhos: Enzo, nascido em 1997, e Sophia nascida em 2003. Após dezessete anos de casamento se divorciaram em julho de 2010. Em 2012, Cláudia Raia começou a namorar o ator Jarbas Homem de Mello. Com alguns meses de namoro foram viver juntos em seu apartamento em São Paulo.

Cláudia Raia, seu marido Jarbas Homem de Mello e seus dois filhos, Enzo e Sophia.

Cláudia Raia posa ao lado de seu marido, Jarbas Homem de Mello e seus dois filhos. (Foto: Reprodução/ Google).

Em setembro do mesmo ano fizeram votos de união estável, também em uma cerimônia budista. Casaram-se no civil em 8 de dezembro de 2018, em São Paulo. 

Cláudia Raia é denunciada por exercer ilegalmente outra profissão

O Conselho Regional de Educação Física (CREF1) divulgou em seu site oficial uma denúncia contra a atriz Cláudia Raia. O órgão diz ter protocolado uma notícia crime junto ao Ministério Público Estadual por exercício ilegal da profissão.

“Como se comprova através dos links, a Denunciada começa o vídeo explanando que está iniciando com um aquecimento que pode ser realizado de qualquer jeito por quem está acompanhando. Cita como exemplo: pular corda, ou com um deslocamento frontal e lateral, que nada mais é do que uma corrida pra frente e pra trás ou de um lado para o outro e polichinelos”, afirma o órgão na denúncia.

“Não podemos permitir que, reiteradamente, pessoas não habilitadas exerçam ilegalmente a profissão na prestação dos serviços à sociedade, como se Profissionais de Educação Física fossem”, cita um trecho do documento.

Procurada por diversos portais de notícia e jornais, a assessoria de Cláudia Raia se manteve sem se manifestar. No entanto, foi possível visualizar que nos vídeos mais recentes de seu Instagram a atriz conta com a supervisão de personal trainer fisicamente ou por vídeo chamada.

Related Articles

Deixe seu comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia Mais